• Home
  • desenvolvimento-web

Dicas para não deixar seu site fora do ar

Desenvolvimento Web

Dicas para não deixar seu site fora do ar

Conheça alguns motivos que podem fazer com que isso aconteça e o que você pode fazer para evitá-los.

  • /

1. Domínio

Alguns provedores oferecem como atrativo junto do plano de hospedagem o domínio grátis e o cliente não percebe que este é um serviço adicional. Domínio e Hospedagem são duas coisas distintas e podem ser feitas ao contratar a hospedagem ou separadamente, domínio é o seu nome na internet (ex: www.meunome.com.br), já a hospedagem é o local onde você armazena seus arquivos e dados, ou seja onde você guarda o seu site.


O domínio possui renovação anual e caso não seja renovado seu site pode ficar fora do ar, já a hospedagem pode ser mensal, trimestral, semestral ou anual, depende do plano que você escolher. Além disso, ao deixar o domínio expirar, ele volta a ser público e você corre o risco de outra pessoa registrá-lo, por isso fique atento.


Na WhoDesigners, para comodidade de nossos clientes, cuidamos de todo o processo de registro de domínio, oferecemos o serviço de hospedagem e fazemos o acompanhamento dos prazos de renovação, evitando que seu domínio se torne público.


2. Problemas no Servidor

Pane, mau funcionamento, sobrecarga, problemas de configuração, ataques DDoS ou DDo. Todos esses motivos podem ser causas para que servidores dedicados ou virtuais deixem um ou vários sites fora do ar. Caso não possua conhecimento técnico, conte com o suporte para ajudá-lo. Alguns provedores incluem suporte 24/7.


Dependendo do tempo em que o seu site ficou fora do ar e os danos causados, é possível pedir ressarcimento dos prejuízos caso seja previsto em contrato. Recomenda-se também que faça o backup do seu site com frequência e salve em outro local seguro que não seja a hospedagem de sites.


3. Bugs e Erros de Programação

Devido ao baixo custo, é muito comum encontrar sites criados a partir de "modelos" prontos espalhados pela web.


Isso parece vantajoso, mas também tem seus riscos, como por exemplo códigos mal formatados e falhas de segurança, que podem comprometer todo o funcionamento do seu site ou loja virtual. E você não quer que isso aconteça não é mesmo?


Recomendamos que sempre procure um profissional especializado para fazer este tipo de manutenção, pois ele saberá lidar com os possíveis problemas e encontrar a melhor solução para resolvé-los.


4. Ataques e invasões de hackers


Sites com informações valiosas como instituições financeiras, e-commerces ou que possuem algum tipo de banco de dados são mais visados por hackers, mas não são os únicos que sofrem com isso. Para proteger os dados de seu site é recomendado que se invista em segurança digital.


Certificados digitais, utilização de senhas fortes, utilização de um bom anti vírus, um código consistente, backup entre outras coisas são necessários para auxiliar nessa proteção, evitando que pessoas mal intencionadas prejudiquem o funcionamento do site e o deixem fora do ar.


5. Problema com a hospedagem de sites

Podem ocorrer problemas na infraestrutura do provedor de e como consequência fazer com que o seu site e de outras pessoas que lá hospedam sejam atingidos e até fiquem fora do ar. A solução nestes casos é recorrer ao suporte técnico, que deve agir o mais rápido possível para solucionar o problema. Por isso é importante contratar um serviço de hospedagem no qual você tenha confiança.


6. Incompatibilidade com aplicações e plugins

Um dos motivos mais comuns principalmente para quem tem um site desenvolvido em wordpress é a instalação de plugins que não são compatíveis com a versão wp instalada. A instalação de novos aplicativos e plugins pode gerar incompatibilidade e “confundir” o servidor sem saber para onde direcionar aquele acesso.


Devido a isso, o seu site pode ficar fora do ar. O mesmo pode ocorrer caso instale plugins ou script de procedência duvidosa que podem conter códigos maliciosos que exploram vulnerabilidades no site e abrem caminhos para possíveis invasões.


Outra causa seria a incompatibilidade da versão do PHP da hospedagem. Um exemplo disso é se o plugin ou script foi desenvolvido para PHP 5.6 e na hospedagem tiver rodando PHP 7.x o plugin pode apresentar problemas.


A solução nestes casos é identificar qual aplicativo ou plugin está com problemas e excluí-lo. Mas antes de excluir tenha certeza de que isso não vai afetar as demais áreas do seu site. Recomendamos que conte com uma ajuda profissional para isso.


7. Acesso ao banco de dados

Outro erro bastante comum são os erros de conexão ao banco de dados. Isso pode acontecer por vários motivos: ou porque o banco de dados está corrompido, seus dados de acesso estão incorretos ou o servidor está offline.


Verifique as senhas de acesso e o status do servidor. Caso o banco de dados esteja corrompido será necessário solicitar ao suporte técnico o backup da cópia de restauração.


8. Site mal otimizado

A forma como navegamos pela internet está cada vez mais diversificada. Por isso, é essencial que os sites sejam responsivos (se adaptem a dispositivos mobile), de fácil navegação, atrativos e que estejam bem otimizados. Um site mal formatado e que não está otimizado demora para carregar, pode sobrecarregar o servidor de hospedagem ou até mesmo deixá-lo fora do ar.


Além disso, pode afetar o seu posicionamento nas buscas feitas pelas páginas de resultados do Google. A solução neste caso é investir em boas práticas de SEO e utilizar ferramentas para medir o desempenho do seu site em diferentes dispositivos.


9. Servidores DNS

Apontamentos de DNS (Domain Name System) são feitos para identificar para qual endereço IP (no caso o endereço do provedor de serviços onde você está hospedado) seu site está apontado. É o caminho entre um e outro. Geralmente quando você faz a troca do serviço de hospedagem estas informações mudam e não alterá-las pode fazer com que seu site fique fora do ar.


10. Problemas do usuário

Um dos motivos básicos de erros de acesso pode estar diretamente ligado a sua conexão de internet ou por algum vírus instalado em seu equipamento.


A solução neste caso é verificar sua conexão com a internet, fazer atualização do seu equipamento com frequência (baixar as atualizações de softwares recomendadas) e ter um bom anti vírus instalado e utilizá-lo pelo menos 1 vez por semana.

Solicite agora mesmo

Comentários:

Ainda não existem comentários, seja o primeiro a comentar.

Adicionar Comentário:

Autor
Anderson NunesDesigner, Desenvolvedor Web e Especialista em Publicidade Online. Certificado Google AdWords e Analytics.
Anderson Nunes
Designer, Desenvolvedor Web e Especialista em Publicidade Online. Certificado Google AdWords e Analytics.

Últimas Notícias